Twisted Tales

Target – 6 / 8 years old

TV Series Project – 26×12′

READY TO PRODUCE

Logline

Uma série de contos infantis animados, com um twist…

Conceito / Sinopse

Twisted Tales é uma série com uma preocupação social e educativa dentro de uma narrativa de entretenimento. Ao apresentar os estigmas dentro das narrativas familiares dos contos de fadas constrói a consciencialização da família para um estigma em particular e, numa abordagem pedagógica e cívica, apoia crianças e pais no processo de “destigmatizar”.

É uma versão dos contos de fadas e personagens familiares, contada  por meio de uma série de TV (26x 12min).  A série é voltada para crianças de 6 a 8 anos,  usa uma linguagem apropriada, o que a torna atraente para os mais jovens e para crianças mais velhas. Twisted Tales oferece uma perspectiva nova e fortalecedora sobre as histórias e personagens conhecidos dos contos de fadas, adaptando-os aos tempos e temas modernos.

Os Contos de fadas, como originalmente foram escritos, eram perfeitamente adequados ao tema dos estigmas. Só recentemente foram reinterpretados e suavizados, perdendo as valiosas lições iniciais. Com as partes mais escuras encobertas e removidas, as mensagens simplistas criaram raízes. As versões modernas de contos de fadas como Cinderela, Bela Adormecida e Branca de Neve são muito diferentes dos seus originais. Em vez de lições de vida importantes, eles ensinam as meninas a esperar por um príncipe que irá salvá-las. Estereótipos como mulheres passivas com objectivos de vida duvidosos nem sempre faziam parte dos contos. É nosso objectivo recuperar as lições perdidas desses contos de fadas da antiguidade. Por meio de uma selecção desses contos, a nossa intenção é abordar diversos estigmas. Cada episódio é uma história autónoma, uma releitura de um conhecido conto de fadas sob o prisma de um estigma.

O primeiro conto da série Twisted Tales é Cinda Real (a nossa visão da Cinderela), uma história sobre uma garota que é estigmatizada por ter apenas uma perna, e a sua intenção de ir ao baile “Só para dançar”. Cinda Real oferece uma perspectiva nova e fortalecedora sobre uma história bem conhecida, introduzindo o estigma da deficiência física numa narrativa. O estigma sexual é contado através da história da Menina Adormecida (a nossa versão da Bela Adormecida). A deficiência mental é explorada na nossa versão de Rapunzel chamada Real Punzel, e o estigma racial está presente na história de O patinho não tão feio (a nossa versão de O patinho feio). O estatuto social enquanto estigma é problematizado no Toque de Midas re-imaginado, o nosso Golden Touch, enquanto o estigma de identidade de género se torna o tema de A Princesa e o Sapo Autêntico (A Princesa e o Sapo).

Apresentando o estigma dentro da narrativa familiar do conto de fadas, aumentamos a conscientização para o estigma em questão e educamos as crianças sobre como ‘destigmatizar’. Ambos, os que assistem à estigmatização de alguém e aqueles que sofreram estigmatização, serão capazes de reconhecer primeiro, o estigma e o seu efeito prejudicial, e em segundo lugar, ser-lhes-ão mostradas maneiras de superar o estigma (tanto interno como social). A mensagem para o público jovem é que nada pode impedi-los. Porquê? Porque as crianças que forem estigmatizadas ficam a saber como superar o estigma e como ser mais fortes e mais sábias

https://twistedtales.tv/

Realizadora e Produtora
Sara Božanić

Co-produtor
Luís da Mata Almeida

Argumento e diálogos
Jasmina Kallay
Petra Bertalanič

Criação Gráfica
Dalibor Kazija

Sound Designer
Matej Končan